Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Dia Internacional da Liberdade de Imprensa - 3 de Maio de 2009 - Posto de Escuta 04/05

No Dia Mundial da Liberdade de Imprensa podia falar de muita coisa, mas outros falarão por mim, deixo apenas um poema em Homenagem à Rádio Clube Português e ao Programa Posto de Escuta.

Gil Saraiva

Liberdade de Imprensa, no calar de uma voz outra se faz ouvir...

POSTO DE ESCUTA

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta o velhinho de olhos doentes
Que num canto chora os filhos ausentes...

Escuta a senhora
Que casa não tem,
Como demora,
A resposta não vem...

Escuta o homem de voz dormente
Que quer ser ouvido permanentemente,
Alma magoada, trémula assim
De quem se vê só tão perto do fim!

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta o pedido de uma cadeira
De rodas feita para a liberdade,
Porque faz sentido
Que alguém queira
Ter o direito à mobilidade!

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta o taxista da grande Lisboa,
De histórias mil, Cais Sodré, Madragoa,
Que levou o homem, nu, o coitado,
A quem a amiga deixara pelado...

Oh… Posto de Escuta
Escuta!

Escuta os versos do cantar do Povo
Que em surdina gritam por um mundo novo...

Escuta as quadras de senhoras meigas,
De voz carente,
Gramáticas leigas,
Coração ardente,
Alma empenhada
Em tudo dar em troca de nada...

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta a dor de quem foi tratado
Num hospital como um renegado...

Escuta o cego de recursos parcos
Pra quem a bengala chora na montra...

Escuta o coração
Que perdeu a filha
Cavalgando ao vento a última milha...

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta a guitarra, que toca baixinho,
Acordes que o tempo não pode apagar...

Escuta o fado em voz de carinho
De quem nos recorda saudade e amar...

Escuta um país de alma ferida
De quem quer apenas o que é natural
Ou vozes alegres cantando a vida
E que em português gritam Portugal!

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta agora,
Por ti já chamara:
Vozes e nomes,
Os nomes gravados no dia a dia
De quem nos escuta a melancolia
Sem nos julgar, rebater, opor,
Almas no éter, quase um vapor...

Posto de Escuta
Escuta!

Escuta um Povo que grava no cobre
Em letras de ouro a alma mais nobre!

Posto de Escuta
Escuta!

Ó como é lindo o teu escutar
Na noite, no éter, sem um olhar,
Vozes de vida, formas de luta...

Posto de Escuta
Escuta!

Oh! Por favor não pares de escutar!

Escuta
Posto de Escuta!...

Haragano, O Etéreo in Século XXI

Um facho pela Liberdade de Imprensa para que nunca se apague a chama...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Seja Bem vindo ao Twitter

Follow JJGilSaraiva on Twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub