Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

11
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Sentir

Gil Saraiva

 

"SENTIR"


Por fim senti o cheiro da oculta flor
Escondida, de mim, por desvendar...
Provei não só o gosto ao ir provar,
Amei muito pra além do seu sabor...

Senti em cada pétala o amor
No toque, em cada som, em cada olhar...
Senti o impossível verbo amar
Em odores de pele, rios de calor...

Provei, senti, amei, enlouquecido...
Plo desejo trepei, subi mais alto...
E gozei himalaias num só salto,

Everestes trepei na flor perdido...
Senti... por fim, em mim, a forma adulta
Me transformar também em flor oculta...


Haragano, O Etéreo in Livro de um Amor

(Gil Saraiva)