Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

03
Set09

Poesia: Livro - Nos Caminhos Da Flor

Gil Saraiva

"NÃO LEIAS..."
.
.
Não leias...
Não leias estes versos
Meu amor,
Eles, que são pra ti,
Não deves ler
Pois não podes, jamais,
Pensar saber
Que meros versos são...
Uns sem valor...
.
Não leias estes versos...
Por favor...
.
Neles faminto vivo
Por viver,
Neles razão tu és
Deste meu ser,
Neles eu nada sou
Sem teu calor...
.
Não leias estes versos
Que te escrevo,
Não pode o teu amor
Calhar-me à sorte,
Não tenho as quarto folhas
Num só trevo,
Só, na roda da vida
Encontro morte...
.
Não leias estes versos
Sonho terno
Se eu em teu existir
Não for eterno...
.
Não leias estes versos
Que falam de um nós
Que apenas minha mente
E minha voz
Inventaram de forma inconsistente...
.
Não leias estes versos...
Estou doente,
Ó deusa pela qual eu me fiz crente.
Como podes tu ler esta passagem
Se para ti sou mero ponto
Na árida paisagem,
Se mais real do que eu
É uma ténue miragem
Sonhada por quem nunca adormeceu...
.
.
Haragano, O Etéreo in Nos Caminhos Da Flor