Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

30
Jun 11


 

   XXVI

 

"ARDO"

 

A dor que dói assim qual fogo ardente,

Que nos consome em chamas mil, devora

A pouco e pouco a alma, e se demora

Nos consumindo o ser, o sermos gente...

 

A dor que dói assim me faz demente,

Qual tocha humana que arde a toda a hora...

E em labaredas choro meu ser agora,

Lágrimas inflamadas em torrente...

 

Eu choro a dor que dói, a dor profunda,

De te perder de mim, de ficar só,

Mas estas chamas fazem mais que dó,

 

Me tornam a existência vagabunda!

Qual tocha humana eu ardo sem momento,

Que a dor que dói assim não leva o vento...

 

Haragano, O Etéreo in Terra de Vénus

(Gil Saraiva)



Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Seja Bem vindo ao Twitter
Follow JJGilSaraiva on Twitter
Sites Mais Úteis - Directório de Páginas Web em Portugal

Busca na web
Aonde.com - outros serviços: Download, Jogos e BuscaUrl
subscrever feeds
O Vagabundo

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Certificado
Site certificado
voos
voos baratos lisboa
voos baratos roma
+ Blogs
maisblogs.net
Blog Top Sites
Humor Blogs - Blog Top Sites
blogs SAPO