Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Beijo Picante

296 - picante.jpg296. Beijo Picante, usualmente atrevido, mordaz e irreverente na entrega e na partilha. Não necessita da introdução da especiaria para ser aquele aquilo que é, embora a mesma não seja proibitiva. Na sua origem está o anseio íntimo e ardente de ambos de irem mais além, de provocar nos sentidos o despertar de desejos húmidos de luxuria e sensualidade, de usar o beijo como um preliminar de uma ação bem mais demorada e profunda. Beijo picante, porque beijar nem sempre chega.

 

 

 

Beijo no Pescoço

295 - pescoço.jpg295. Beijo no Pescoço, com ou sem pegada, ou seja, de tal forma intenso e partilhado que deixa um registo permanente na memória ou que, indo mais além, chega ainda ao ponto de imprimir uma marca física na pele. É por isso mesmo também conhecido por beijo de chupão ou, pela transformação gerada na derme, de beijo de Conde Drácula, como é muitas vezes apelidado pelas terras do Carnaval e do Sol. Sem dúvida um beijo com elevadíssimos níveis de sensualidade e envolvência. Marcadamente cúmplice, erótico e surreal pela simplicidade com que nos faz esquecer que existe na vida um quotidiano.

 

 

 

Beijo Perfeito

294 - perfeito.jpg

294. Beijo Perfeito, como aquele que se troca quando o crepúsculo anuncia a madrugada, por entre os tons quentes, suaves e afagadores, do entardecer estival perto de uma linha de água que cintila matizes de fusão e estima. Dado com um fervor que não tem igual e recebido como se entregue fosse, em uníssono, numa conjugação perfeita em que ambos repartem o mesmo que recebem, em que as mentes se fundem e se entrelaçam com as almas, os corações e as essências, dos dois seres que se transmutam num só. Beijo perfeito, uno e indivisível enquanto o existe. Beijo belo, porque perfeito.

 

 

 

Beijo Perdido

293 - perdido.jpg

293. Beijo Perdido, seja num deserto à beira de um oásis feito de miragens. Seja na sombra da Lua que imaginamos existir num recanto da cidade. Seja numa nascente serrana, transportado da nasceste à foz pela força da gravidade, por entre o verde deslumbrante da primavera. Beijo perdido, enquanto vai absorvendo odores e sabores da flora em festa, para acabar por desaguar, finalmente tranquilo, feliz por ter chegado ao destino último e se ter enfim realizado, em frenesim desmedido, no local certo, na hora exata, na face, no rosto ou na boca que tão desesperadamente esperava encontrar para se perder de novo.

 

 

 

Beijo Pensado

292 - pensado.jpg

292. Beijo Pensado ou pensador, muitas vezes um beijo apenas fruto de uma imaginação fértil sem perspetiva de concretização, de acontecer ou de existir. Porém, se criado no seio de uma relação entre amantes, ele ganha asas e voa no infinito do imaginário de cada um, para se traduzir numa nova experiência de cumplicidade praticada a dois. Beijo pensado, na busca inventiva do quebrar de rotinas, tabus ou preconceitos e encontrar novas formas de sentir amor quando se ama.

 

 

 

Beijo de Peixes

291 - peixes.jpg291. Beijo de Peixes, imaginativo de tal molde que tem de ser de sonho, porque para o nativo deste signo, o beijo, como tantas outras coisas, é sempre sonhador, quase como que vindo das nuvens. Normalmente ele nasce com a criação de um certo clima, desenvolve-se numa envolvência de sedução, sem revelações ou explicações, como se beijar fosse algo etéreo, sublime, roçando a magia dos momentos e a feitiçaria dos encantamentos. É, por isso mesmo, conhecido pelo beijo certo, na hora exata, no local adequado. Gera-se depois de um poema, uma melodia, um jantar apaixonado ou qualquer outro ambiente por ele preparado para a ocasião. Beijo de Peixes, sintonizado, singular, como que retirado de um episódio clássico de novela, belo, suave, sensível e meigo, intenso no carinho, molhado na partilha e extremamente romântico na execução.

 

 

 

Beijo no Peito

290 - peito.jpg290. Beijo no Peito, no umbigo, no ventre, na barriga, nas nádegas ou algures no torso da mulher, sempre, em todos eles, traduzindo uma de duas manifestações: por um lado, ou se trata de um gesto de prazer ou mesmo sexo ou, então, pelo outro, de carinho ou quiçá de amor ou gestação. Importa sim, em ambas as situações, o aflorar dos lábios com volúpia erótica no corpo da dama. Criar um ato que varia apenas entre fazer amor ou ser de amor. Existe dialética na construção deste beijar, devendo, para ser perfeito, ser aceite por ela e executado por ele, se bem que às vezes os papeis se troquem, mas, na mistura afrodisíaca de corpos e sentidos, a relevância está na capitulação deliciosa com que servimos de manjar a quem de nós tem fome.

 

 

Beijo Pedido

289 - pedido.jpg

289. Beijo Pedido, diferente do beijo implorado cuja matriz negativa é excluída nesta abordagem. O beijo pedido é um ato manifestamente carinhoso e querido. Uma chamada de atenção e de desejo latente de uma partilha íntima e sensual se pedido entre elementos de um casal. Se for a uma criança ou por uma criança apenas traduz um mimo, um gesto de agrado. Porém, entre amantes ele explicita a vontade de um afeto omisso de que se tem necessidade. Beijo pedido, porque sem o fazer não revelamos a necessidade que sentimos nem mesmo o desejo vivo do que se anseia.

 

 

 

Beijo de Pecado

288 - pecado.jpg288. Beijo de Pecado, com requintes de masoquismo ou de sadismo, dependendo dos gostos de quem se beija. Beijo de pecado, porque a culpa está na desobediência àquilo que apreendemos como certo, seja no que nos dita a religião ou a sociedade. Pecar é ultrapassar limites, ir mais além, às vezes muito mais longe do que nos foi ditado durante a vida na aprendizagem que fizemos no decurso do nosso existir. Um beijo de pecado pede líbido e exige transgressão, mas nem sempre implica culpa, remorso ou falha. Beijo de pecado, se partilhado por ambos, estamos perante as planícies do êxtase, as margens do arrebatamento, os vales da concupiscência, as encostas do delírio e os picos mais altos do prazer.

 

 

 

Beijo de Paz

287 - paz.jpg

287. Beijo de Paz, não um daqueles que se dá quando se quer pedir desculpas a alguém, nem mesmo o afetivo beijo familiar um pouco rotineiro e já sem o seu completo significado de apelo do sangue do nosso sangue, antes um daqueles que se oferece quando queremos deixar a pessoa segura de que quem o oferece é gente de bem, que lhe transmite simpatia, amizade e quem sabe um sorriso aqui e outro ali, enfim, um beijo de bem-estar, de convivência pacífica sem rodeios ou pensamentos ocultos e menos próprios, porque beijar pela paz é beijar com os lábios, mas enquanto estes não passam de um mero veiculo da alma que o entrega realmente...

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Seja Bem vindo ao Twitter

Follow JJGilSaraiva on Twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub