Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

17
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Arde

Gil Saraiva

 

"ARDE"

 

 

Arde por teus cabelos o meu ser,

No fogo que deles vem me perco eu...

Arde comigo o sonho sem Morfeu

Nos braços me ter feito adormecer...

 

Arde, tão lentamente, o meu viver,

Parece durar mais que um jubileu...

Arde deste desejo de ser teu,

De esperança, de loucura, de te ter...

 

Arde na noite já a terminar,

Luz, que a distância não separa, é...!

Coração, vida, riso, alma, maré,

 

Ardem juntos num simples relembrar...

Arde no fogo tudo... é divinal...

Arde por ti a aurora boreal!...

 

 

Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)