Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

04
Dez08

Lisboa

Gil Saraiva

Lisboa

"LISBOA"

Nesta cidade gente se amontoa...
Entre autocarros... carros... me baralho...
Eterna confusão... progresso falho...
Só feito pra gastar cada pessoa...

E num ritmo feroz... onde ressoa
Aquilo a que ainda chamam de trabalho:
O vil, falso, irreal, podre retalho,
É mais um dia amargo por Lisboa!

Esta nossa existência envenenada,
Por impune governo suicida,
Na floresta de asfalto arquitectada,

É feita pra roubar, tirar saída
À urbe capital, outrora bela,
Que se teima em manter sempre singela!...

Haragano, O Etéreo in Cristais de Areia

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.