Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

13
Dez08

Sorriu...

Gil Saraiva

Sorriu...

"SORRIU"

Riu! Sorriu para nós, o nosso amor,
Pela primeira vez na tenra vida.
Sorriu, ainda meio adormecida,
E logo a mão fugida ao cobertor

Se levantou, qual gesto sedutor
Cortando o ar, buscando (que atrevida...)
A forma, o movimento, a cor garrida
Ou apenas um colo protector.

E pareceu querer falar, gritar ao mundo
Um ingénuo, mimado, "- Aqui estou!"
E no espaço restrito de um segundo

O quarto, todo ele, se iluminou...
Ficou mais quente, terno, mais macio
E tudo só porque a bebé sorriu!

Haragano, O Etéreo in Cristal de Areia