Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

05
Set09

Poesia: Livro - Nos Caminhos Da Flor

Gil Saraiva

"O FIO..."
.
.
Que o meu grito aos astros
Se oiça nos confins do firmamento...
.
E que o seu eco se espalhe
Pelo infinito mundo das mensagens...
.
Que eu seja entendido
Ao menos uma vez...
.
Minhas palavras
São lágrimas de limbos
Que para se entenderem
Têm de ser sentidas
Por quem, como eu,
Chora o deserto para que nele
Uma flor possa nascer...
.
Se eu choro lágrimas de vagabundo
É porque estou condenado
A procurar um fim prá solidão...
.
Porque a solidão
Tem saída neste labirinto...
Mas quantos encontram
O caminho certo?
.
Quantos conhecem
O homem solitário,
Este ser que existe nas memórias
De quem com ele,
Um dia,
Foi feliz...
.
Vem amor, vem,
Juntos descobriremos o fio
Que nos conduz
À luz dos sentimentos,
Ao fim da sentença eterna
De vaguearmos perdidos pelos limbos...
.
Vem amor, vem,
Que o fio da vida
Pode a qualquer hora desfiar...
.
.
Haragano, O Etéreo in Nos Caminhos da Flor

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.