Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

05
Jan09

Feliz 05/01

Gil Saraiva

O Arlequim de Gil Saraiva

"FELIZ"

Na rua,
Perto à praia,
Uma menina chora a sua ferida,
Caiu da bicicleta
Ainda há pouco...

E a tromba de água
Se aproxima...

A onda voa pelas ruas
Tentando alcançar a Morte...
A rapariguinha já  fugiu...
Mas eu...
Eu saio à rua deserta
E a Morte chama por mim...

Eu enfrento a Morte
Com a minha morte;
Mas a Vida...
Essa, não me compreende;
Pois ela me amava...
Estou feliz!...

Matei a raiva;
Estrangulei o medo;
Assassinei o ódio;
Afoguei tudo o que há em mim...

E a pedra da calçada
Perguntou-me:
"- Porquê?
Qual a razão para não viver?"

Eu,
Olhando um horizonte
Sem tréguas e sem esperanças,
Respondi:
"- Eu enfrento a Morte
Com a minha morte..."

Mas a Vida...
Essa....
Continua sem me compreender;
Pois ela me amava...
Estou feliz!...

Matei a compreensão;
Guilhotinei o amor;
Apaguei a ternura;
Maltratei a sorte;
Matei tudo o que havia em mim...

Mas os animais...
Os marginais...
Esses entenderam;
Pois são seres mal vivos...
Como eu fui...

As pedras...
Essas...
Ahhhh!... Nunca viveram...
Como poderão elas desejar morrer?...

Só!
Eu enfrento a Morte
Com a minha morte...
Mas a Vida...
Essa...
Jamais me compreende...
Pois ela me amava;
Talvez....
Talvez saiba quando morrer!...
Estou feliz!

Haragano, O Etéreo in Gota de Lágrima