Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

11
Jan09

Meu Pouco Ser... 11/01

Gil Saraiva

 

Meu Pouco Ser...

"MEU POUCO SER..."

Amar-te
É dizer pouco ou quase nada,
É uma ínfima parcela
Do que sinto,
Do fundo,
Deste meu pouco ser...

E sinto tanta coisa
No reflexo das pupilas
Que me olham
Como se só eu
No mundo existisse...

Nunca te sintas só,
Porque onde quer que estejas
Também estás dentro de mim,
No fundo,
Deste meu pouco ser...

Dentro e aqui,
No fundo,
Deste pouco ser que sou
Mas que te pertence
Por direito do amor que sinto,
Do calor que tenho
Quando em pleno Inverno
Me diriges um olhar...

Vem!
Sê eu
E deixa-me ser apenas
A sombra de mim mesmo,
Que não despega
Enquanto durar a eternidade
E que te ama,
Do fundo,
Deste meu pouco ser...

Haragano, O Etéreo in Gota de Lágrima