Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

23
Jan09

Cotidiano 23/01

Gil Saraiva

 

Cotidiano...

"COTIDIANO"

Tu és o Cotidiano
Invariavelmente igual!

Só tu estás em toda a parte,
Todo o dia...
Todo o ano...

Num pôr-do-sol tropical,
Vulgarizado pla Arte
Ou em qualquer altitude,
Latitude ou longitude;
Na Virtude, lá no fundo
Dos oceanos salgados...

Ou nos Tempos já passados
Ou nos risos escondidos;
Nos gritos loucos da Morte,
Nas chagas dos mal nascidos
Ou nas cartadas da Sorte...

Tu és o Cotidiano
Invariavelmente igual!

E se algum dia tentarem
Quebrar, de alguma forma,
O ritmo... em ti... normal
Terão feito, terão sido
O que tu és:

Invariavelmente igual,
Invariavelmente iguais:
Cotidianos... nada mais!

Haragano, O Etéreo in O Próximo Homem

2 comentários

Comentar post