Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

07
Mar09

Poesia Livre 07/03

Gil Saraiva

Poesia Livre

"POESIA LIVRE"

A vós, que me escutais, eu vim pedir:
Libertem, de uma vez, a Poesia!...
Não a deixem viver na agonia
De uma masmorra em Alcácer-Quibir

Ou de uma rima feita sem sentir...
Libertem... Que é divina e é bravia,
E se a métrica usar é por mania
Deste ou daquele Poeta... é prá servir...

Libertem, de uma vez, a forma pura!...
Dela fazemos eco dos sentidos
E com ela, ao cantar, somos ouvidos

Desde o nascer do Sol à noite escura...
Se entre nós mais antiga é que o gengivre
Tem de então ser a Poesia livre!...

Haragano, O Etéreo in Noites Perdidas

 

Livre Poesia

 

1 comentário

Comentar post