Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Serve este local para tornar visível o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, tudo o que a imaginação me permite

Beijo Zen

433 - zen.jpg

433. Beijo Zen, algo que poderá ser descrito pela forma como é entregue à destinatária do mesmo. Sempre de uma forma calma, sem pressas, esperando o consentimento da recetora e aguardando, pacientemente, pelo sorriso final, que nos deixará com a certeza de uma entrega feita com ternura, muito carinho, mas, principalmente, de uma entrega bem aceite. É aí que reside o segredo Zen. Na confirmação de que conseguimos provocar bem-estar a quem o destinámos e a quem desejávamos ver bem. Beijo Zen, entregue num ambiente relaxante, instigando a líbido ao frenesim erótico que ele próprio contraria.

 

 

 

Beijo Zéfiro

432 - zéfiro.jpg432. Beijo Zéfiro, poderia dizer-se, igualmente, beijo Favónio, em homenagem ao deus romano que simbolizava os ventos favoráveis. Porém, Zéfiro, o deus da mitologia grega dos ventos de Oeste é bem mais apelativo. É ele o criador dos ventos de brisa, filho de Aurora e Astreu. O seu sopro era de tal forma fecundo, principalmente com o chegar da primavera, que emprenhava com ele as éguas da Lusitânia. Esta terra onde hoje é Portugal. Tornava assim os cavalos nascidos na região os mais velozes de toda a civilização então conhecida. Ora, este deus, que vivia na Trácia, que fazia fronteira com a Macedónia, era um benfazejo e o verdadeiro mensageiro da primavera, comandando plantas e animais. Um beijo Zéfiro é, portanto, um beijo fecundo, que vem por bem e que chega na estação do acasalamento, com intentos de futuro, terminando num rosto como a brisa morna de uma manhã clara, na boca com repentes de provir, no ventre com votos de gravidez e propagação.

 

 

 

Beijo de Yuppie

431 - yuppie.jpg431. Beijo Yuppie, um daqueles que parecendo originário de uma maturidade profunda tem muito mais de juventude, de vivacidade, de urbe e mesmo até de inteligência do que aparenta. É o beijo que lutou pela vitória, aquele finalmente triunfante. O que se desejava dar há muito tempo, mas que estava difícil de alcançar. Ele é, enfim, o beijo que se atinge, levando ao grito de alegria que explode dos confins da alma. Exige planeamento, estudo cuidado da dama a quem se destina, por forma a não sair gorado ou a ser rejeitado por quem se quer e deseja. O beijo yuppie transporta na bagagem a corte romântica, como preliminar, a felicidade, na entrega ciente de aceitação e o grito pleno de pulmões no momento do ato. Beijo yuppie, descendente direto do provérbio: "quem espera sempre alcança". Filho da vitória, arrojado ato de enlace conquistado a pulso, mas entregue com os lábios.

 

 

 

Beijo Yin-Yang

430 - yin yang.jpg430. Beijo Yin-Yang, é aquele que segue a linha taoista de que tudo no Universo se passa na dualidade das coisas. Tudo se encontra envolvido por forças opostas, mas complementares, que se completam para existirem em perfeição e equilíbrio. O Yin representa sempre o lado feminino, a água e a calma. Já, por outro lado, o Yang, retrata o masculino, o fogo e a ação. Podem até possuir outros antagonismos entre eles, mas sem relevo para o beijo em causa. Beijo yin-yang, aquele em que o casal se beija consciente das diferenças que os caraterizam, mas evidentemente convicto de tudo o que os une. Beijo Yin-Yang, em que o tocar dos lábios se faz por dentro das auras, fundindo essências, na mais perfeita das harmonias, certo de uma glória que roça os céus da plenitude e se aloja, sorrindo, no âmago rendido de dois egos.

 

 

 

Beijo de "Yahoo!"

429 - yahoo.jpg

429. Beijo "Yahoo!", é sempre um beijo que implicou um grande desafio para uma das partes. Um beijo finalmente conseguido, que foi prevalecente na entrega, com a anuência consciente de quem o recebe. Normalmente confundido com o beijo yuppie, pela semelhança entre ambos. Porém, enquanto este último aconteceu porque, por sorte, teve o acato da destinatária, o primeiro implicou uma luta bem diferente. O beijo “Yahoo!” é um beijo de conquista, de um desejo viril, de consentimento rendido ao ser aceite pela destinatária. Tal como um rio, que ao nascer na sua fonte, no alto das serras, perde o sentido se não chegar um dia, finalmente, à foz, o beijo “Yahoo!”, exige fome de vencer, luta e conquista inequívoca do triunfo absoluto.

 

 

 

Beijo de "Yes!"

428 - yes.jpg428. Beijo de "Yes!", pese embora o facto de esta afirmativa ser uma palavra de língua inglesa, o seu uso tornou-se universal para expressar o triunfalismo sentido pela conquista de algo. No caso, um beijo que custou a atingir. Seja isto porque a dama passava por nós e não nos via, seja porque, simplesmente, não conseguíamos encontrar a pessoa certa. Existem ainda as situações de incerteza, falta de confiança, insegurança ou timidez que nos impediram, por um ou outro processo, de dar os passos devidos para lá chegar. Porém, não sendo um beijo de amor é o mais perfeito para nos fazer crescer enquanto gente, aquele que nos ensina a lutar, a enfrentar todas as adversidades, a seguir um caminho e a avançar por ele passo a passo. Beijo de "Yes!", porque afinal beijar assim valeu o esforço, a caminhada e colhemos o prémio com a simples concordância de um ser feito mulher, em nossa boca.

 

 

 

Beijo de Ano Novo

020 - ano novo.jpg21. Beijo de Ano Novo, antes de mais trata-se de um ato feliz, de partilha de uma passagem entre o que acaba para um novo ciclo que se inicia. Será sempre um beijo entregue entre borbulhas de champanhe, ao som de foguetes eclodindo pelos céus distribuindo figuras, imagens e cores garridas que tornam humilde o mais imponente arco-íris. A dado instante, por entre toda a gente que festeja, procuramos com o olhar ávido a quem queremos bem, brindamos, cumprimos os rituais e trocamos um beijo intenso, seguro, absoluto e decidido como poucos outros, é o mais perfeito rito de cumplicidade, de entrega e de certeza, sendo igualmente perfeito quer na amizade como no amor. Beijo a dois, entre mil, sem Covid, sem máscara, na intimidade mística do dois em um, beijo de luta, de resistência e de esperança, enfim beijo de Ano Novo em 2021.

 

 

 

Beijo de Xeque-Mate

427 - xeque-mate.jpg427. Beijo Xeque-mate, é o beijo mais estratégico que existe. Foi pensado como um desafio. O paralelismo com o xadrez tem a ver precisamente com toda a inteligência, sagacidade, subtileza, finura, argúcia e estratégia necessária não para matar seja o que for, mas para conseguir chegar à dama e com ela partilhar um beijo consentido e, se tudo correr bem, também por ela desejado. O problema reside principalmente em fazer despertar o interesse da donzela no cavalheiro, que nela viu algo de especial, mas que não se sentiu correspondido. Se conseguido, este é um beijo de glória de um, claudicado agradavelmente pelo outro, dado com garra e conquistado com paixão, sem deixar alternativas que não as do próprio ato de beijar.

 

 

 

Beijo de Xarém

426 - xarém.jpg426. Beijo de Xarém, um beijo de praia. Regional como o prato que lhe dá o nome. Afinal resume-se em levar ao lume farinha de milho, azeite, toucinho, bivalves do mar, água, sal e um cheirinho de coentros. Só que aqui o lume é representado pela figura do Macho Latino do Algarve, bem no Sul da paisagem portuguesa, dos quais são exemplos "Trê-Bêces", "Zézé Camarinha" e "Carlos Dias". A farinha de milho interpreta o papel das areias das praias quentes da região, sendo que a água e o sal são sinónimos do mar que as banha e refrescam. O toucinho, pouco abundante na receita, ocupa o lugar dos machos de serviço. Os bivalves são a representação evidente da língua e do falo dos ilustres marialvas. O cheirinho a coentro caracteriza bem o ar naïf dos protagonistas e o azeite afigura o bronzeado e o cabelo penteado a gel dos atuantes. O beijo de xarém pode, se tomado à letra, ser, portanto, um beijo a recusar… mas, levado ao mais puro dos sentidos, nada mais é que um ingénuo, alegre, confiante e estival beijo de garanhão, num dia de calor, à beira mar.

 

 

 

Beijo de Xá

425 - xá.jpg

425. Beijo de , este é o autêntico beijo de nobreza árabe. Protagonizado numa atmosfera de aromas de incensos, por entre cortinas e véus de tule, seda, cetim e transparência. Transferindo sensualidade aos corpos, sagacidade e avidez à mente e à líbido. Executado em noites de Lua Cheia, na claridade de pequenas velas de luz difusa e amarela, enquanto, no ar, entoam os "mazāhar", os "marāwīs", os "buzuques", os "gambus", os "mazāwid", as "tanbūrads", os "rebabs" e as "zukras", criando melodias envolventes de elevado grau de concupiscência e de luxúria exuberante. Beijo de Xá, abraçando os sentidos, qual fumo difuso saído de um enorme cachimbo de água, num reino de fantasia onde a fêmea se sente beijada por um Omar Sharif, na flor da idade, com um olhar de poder que transpira sexo.

425 a - xá.jpg

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Seja Bem vindo ao Twitter

Follow JJGilSaraiva on Twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D