Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

31
Mai11

Poemas de um Haragano: Livro XXI – Portaló – Flor da Pele

Gil Saraiva

 

 

 

             XI

 

"FLOR DA PELE"

 

Sentir, à flor da pele, o verbo amar,

Amar, de corpo e alma, com furor...

Sentir, vibrar, viver e pressupor

Que o ser humano tem num só olhar:

 

A força e a vontade de lutar,

A garra e o poder de sobrepor

A tudo e todos a palavra amor,

Por mais que essa palavra vá custar!...

 

Sentir, à flor da pele, toda uma vida,

No prazer divinal de um só orgasmo...

Viver de gosto, em pleno entusiasmo,

 

Amar sem fronteiras, foragida...

Assim sempre tu és... e, apaixonada

Amas-me à flor da pele... da pele suada!...

 

Haragano, o Etéreo in Portaló

(Gil Saraiva)

29
Mai11

Poemas de um Haragano: Livro XXI – Portaló – D. Quixote

Gil Saraiva

 

           X

 

"D. QUIXOTE"

 

Um sorriso do olhar... simples, mais nada...

Fazer parar o tempo nessa hora,

Saber morrer de amores, p’la vida fora,

Apenas p’lo teu ar de apaixonada...

 

E, então, te ver brilhar, de alma encantada,

Nesse crepuscular que a serra adora...

Sentir-te, à luz da vela acesa, agora,

A cintilar de vida, porque amada

 

Te sentes hoje, pra sempre, meu amor,

Vida, que me cativa e prende enfim...

Ah! Como é bom ser teu e ter em mim

 

Tudo o que sou, pra dar-me em mais furor...

E se me és Dulcineia, verso, mote:

Faz, por amor, de mim teu D. Quixote!...

 

Haragano, o Etéreo in Portaló

(Gil Saraiva)

20
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Flor da Pele

Gil Saraiva

 

"FLOR DA PELE"

 

 

Sentir, à flor da pele, o verbo amar,

Amar, de corpo e alma, com furor...

Sentir, vibrar, viver e pressupor

Que o ser humano tem num só olhar:

 

A força e a vontade de lutar,

A garra e o poder de sobrepor

A tudo e todos a palavra amor,

Por mais que essa palavra vá custar!...

 

Sentir, à flor da pele, toda uma vida,

No prazer divinal de um só orgasmo...

Viver de gosto, em pleno entusiasmo,

 

Amar sem fronteiras, foragida...

Assim sempre tu és... e, apaixonada

Amas-me à flor da pele... da pele suada!...

 

 

Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)

18
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - D. Quixote

Gil Saraiva

 

"D. QUIXOTE"

 

 

Um sorriso do olhar... simples, mais nada...

Fazer parar o tempo nessa hora,

Saber morrer de amores, pla vida fora,

Apenas plo teu ar de apaixonada...

 

E, então, te ver brilhar, de alma encantada,

Nesse crepuscular que a serra adora...

Sentir-te, à luz da vela acesa, agora,

A cintilar de vida, porque amada

 

Te sentes hoje, pra sempre, meu amor,

Vida, que me cativa e prende enfim...

Ah! Como é bom ser teu e ter em mim

 

Tudo o que sou, pra dar-me em mais furor...

E se me és Dulcineia, verso, mote:

Faz, por amor, de mim teu D. Quixote!...

 

 

Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)

10
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Além da Morte

Gil Saraiva

 

"ALÉM DA MORTE..."


Eu amo-te, Ah!... Como eu te amo vida,
Luz, alma gémea, em mim redescoberta,
Tu és o rosto azul, na sala aberta,
Ao Sol que da janela, de fugida,

Te torna mundo, terra agradecida,
Por seres nascente, fonte, na deserta
Planície de mim, por ti desperta,
Qual Primavera solta, ao ar florida!...

Eu te amo, meu amor, flor encantada,
Perfume que o meu ser à força quer,
Deusa que Deus, um dia, fez mulher,

Para tornar minha alma apaixonada!
Tu és a minha estrela, a minha sorte,
E neste verso, minha... além da Morte!


Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)