Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

15
Jun11

Poemas de um Haragano: Terra de Vénus – Lilás

Gil Saraiva

 

     XI

 

"LILÁS"

 

Cor mais linda, pintura de açucenas,

Ali, na noite escura, és recordar

Na boca sensual que quer amar...

Uma voz rouca... só... sorrindo apenas...

 

Imagens simples, férteis e pequenas,

Mas tudo traduzido em um olhar...

Frenética loucura de um gostar

Jamais um mar será de águas amenas...

 

Um rio de cor, reflexos de sentir,

Um só lençol de seiva, uma choupana,

Que pode um coração fazer explodir

 

Ao som de um samba sob a luz cigana...

Cor mais linda, que uns lábios faz mordaz,

És por amor, ternura, a cor lilás...

 

Haragano, O Etéreo in Terra de Vénus

(Gil Saraiva)

08
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Pena Infinita

Gil Saraiva

 

 

“PENA INFINITA”

 

Que mais posso dizer sobre este amor?

Adjectivar o quê que falte ainda?

A poesia eu já darei por finda

Ou falta-me algo mais para compor?

 

Falar talvez da alma e em louvor

De como em mim ela é sempre bem-vinda,

Gritar pelos pulmões que é bela e linda,

Ou dar palestras nobres do fulgor

 

Com que sou eu amado, em cada dia,

Talvez dizer em verso que é divina,

Quanto tem de selvagem e menina,

 

Como sem ela morre a poesia…

Não! Porque enquanto a amar minha alma grita

Que a tinta desta pena é infinita!

 

Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)