Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

31
Out19

Beijo Acompanhado

Gil Saraiva

02 - acompanhado.jpg

2. Beijo Acompanhado, aquele que tem os dois intervenientes igualmente envolvidos, ambos pensando coisas semelhantes, ambos imaginando um devir parecido, ambos na senda sensorial que começa no que se sente e não na mera circunstância daquilo que acontece, até porque a companhia é a irmã mais sensata de todas as relações, ela torna possível o inacreditável e faz do impossível algo muito mais provável de ultrapassar, sendo, em paralelo, a principal inimiga dessa coisa negra e feia que se deixa conhecer pelo triste nome de solidão. Beijo acompanhado por ambos, quando ambos o quiserem…

14
Fev19

Feliz Dia dos Namorados - Beijo de "O Colecionador de Beijos II" - Beijo de Namoro

Gil Saraiva

Beijo de Namoro.jpg

 

Beijo de Namoro, aquele que, embora possa parecer único e facilmente identificável, tem várias correntes ou vias de concretização. Para os românticos trata-se de um beijo de sedução, fascínio e entrega incondicional. Não tem condicionalismos que não sejam os que derivam da própria relação de entrega mútua. Porém, num cenário que envolva 2 pessoas cumpridoras de rituais, sejam eles religiosos ou de mero pudor, traduz-se num beijo casto, impoluto, sem troca de línguas ou demoras exageradas pela paixão. Existem variadíssimos tipos de beijos de namoro, todavia, aquele que se considera mais representativo, mais clássico no género, é o que é partilhado na paixão sensual e mútua de quem se pensa entregar cegamente na fusão eterna entre 2 seres, onde a pele sente o arrepio da espinha, o coração acelera batimentos sem motivo aparente, as secreções humedecem recantos na derme ardente e a vida parece, finalmente, ter encontrado a razão do seu perfeito existir.