Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

10
Fev20

Beijo Egípcio

Gil Saraiva

104 - egipcio.jpg

105. Beijo Egípcio, dado de perfil, sob a tutela do rei dos deuses do Egito fundido com o deus do Sol, Ámon-Rá. Um beijar de olhos quase fechados, num rasgar que apenas nos deixa ver contornes, apelando aos outros sentidos, onde o olfato ganha força, o tato, dimensão e o paladar significado. Beijo entregue a 38 graus à sombra, num calor que vem de dentro, mas que nos refresca e bem dispõe, qual oásis, no meio da densa areia do nosso imenso, infindável e piramidal quotidiano. Um ato que se arquiva no sarcófago sagrado da memória, para sempre mumificado com fragrâncias de oxalá, suspiros de souvenir e contactos recriados em cada recordar. Beijo de abrigo onde ganhamos a energia necessária para prosseguir antes de continuarmos essa viagem única a que chamamos vida.

26
Jan20

Beijo Debaixo de Chuva

Gil Saraiva

089 - debaixo de chuva.jpg

90. Beijo Debaixo de Chuva, um dos que podemos ver repetido em inúmeras cenas românticas no cinema, da América à Índia, por todo o globo aliás, não existe provavelmente um país que não tenha um "take" num filme com uma sequência onde ele aconteça. Porém, muito mais importante ainda, é o facto de ele ser real, de ser quotidiano, de se repetir a cada dia por fazer prova de uma verdadeira demonstração de amor. Não tem a força de um beijo à chuva, mas anda perto. É digamos, uma réplica consolidada desse beijo anterior. Na verdade, nós, humanos, não saímos da nossa zona de conforto, retirando desta equação situações de poder ou de egoísmo, a não ser por algo superior, seja sobrevivência, fé ou pelo verbo magno a que designamos de amar.

25
Dez19

Beijo de Caça

Gil Saraiva

058 - caça.jpg

58. Beijo de Caça, aquele que se inventa quer na selva urbana do quotidiano quer na ruralidade livre e genuína do campo ou dos bosques de um interior misterioso, envolvente e cativante. É, por definição, um beijo predador, longe da anuência romântica dos beijos palacianos. A vítima, qual corça intimidada pela presença viril do caçador, não experimenta o medo normal das presas da caça real, mas sente o frenesim do estomago como se estivesse para abdicar da pureza singela dos seus lábios. Beijo de caça, másculo na transmissão, firme na toma, apaixonado e sensitivo no ato, envolvente na entrega mútua e misteriosamente perigoso pelas circunstâncias apimentadas de adrenalina rubra no hipnótico ambiente em que "consentidamente" se partilha.