Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

25
Dez19

Beijo de Caça

Gil Saraiva

058 - caça.jpg

58. Beijo de Caça, aquele que se inventa quer na selva urbana do quotidiano quer na ruralidade livre e genuína do campo ou dos bosques de um interior misterioso, envolvente e cativante. É, por definição, um beijo predador, longe da anuência romântica dos beijos palacianos. A vítima, qual corça intimidada pela presença viril do caçador, não experimenta o medo normal das presas da caça real, mas sente o frenesim do estomago como se estivesse para abdicar da pureza singela dos seus lábios. Beijo de caça, másculo na transmissão, firme na toma, apaixonado e sensitivo no ato, envolvente na entrega mútua e misteriosamente perigoso pelas circunstâncias apimentadas de adrenalina rubra no hipnótico ambiente em que "consentidamente" se partilha.

18
Dez19

Beijo na Boca

Gil Saraiva

050 - boca.jpg

50. Beijo na Boca, clássico, sempre romântico, absolutamente sensitivo, sensual e desejado pelas partes, pois apenas nestas circunstâncias os lábios se encontram, se cruzam e entrecruzam, na busca de sentimentos tornados sentidos, na demanda comum de uma felicidade que se sente bem perto e para a qual a solução se encontra nessa entrega simples, carinhosa e devotada, desinibida e tão evidentemente atraente. O Beijo na Boca é sempre algo bem fácil de concretizar desde que os olhares se entendam, desde que as arritmias sejam uníssonas, desde que duas bocas se transmutem numa só.