Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

22
Mai11

Poemas de um Haragano: Livro XXI – Portaló – A Batalha

Gil Saraiva

 

          II

 

 

“A BATALHA”

 

 

Macumbas, fadas, anjos e bruxedos,

Sereias, mais encantos e vudu

Ou Iemanjá, milagre e tabu,

Trazem as trovoadas aos penedos…

 

Chuvas, calor e Sol entre rochedos,

Gotas de sal e sangue em rio Cairu…

Amor, suor e vida em corpo nu,

No Morro de S. Paulo são segredos…

 

Por toda a ilha o céu vence o inferno

E esta batalha não acaba mais,

Pois Tinharé protege seus mortais

 

Com seu manto de verde quase eterno…

Desde a primeira à quinta praia a vida

Usa o amor e a fé como saída…

 

Haragano, o Etéreo in Portaló

(Gil Saraiva)

27
Abr11

Poemas de um Haragano: Livro XX - Flor Colhida

Gil Saraiva

 

"FLOR COLHIDA..."

 

 

Ter no sentir o brilho do poente,

Ter o olhar profundo, inconformado,

Que mais parece ser o resultado

Do espelho que da alma é transparente...

 

Ter no sorriso a luz de um branco quente,

Num cativar exclusivo, arrebatado,

Que tem de simpatia e de pecado

Tanto como de vida e de inocente...

 

E ser sereia e mar na Internet

Ou flor crescendo em bruto na colina...

Ter tudo, enfim, e ser adrenalina

 

De quem num só olhar se compromete...

Ser simples como a flor que, ao ser colhida,

Descobre quem por ela dá a vida...

 

 

Haragano, O Etéreo in Livro de Um Amor

(Gil Saraiva)