Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

Desabafos de um Vagabundo

Serve este local para tornar visivel o pensamento do último dos vagabundos que conheço: EU! Aqui ficarão registados os meus pensamentos, crónicas, poemas, piadas, quadros, enfim, toda a parafernália que a imaginação e a veia me for dando.

11
Jul11

Poemas de um Haragano: Achas de um Vagabundo – Já Se Vai…

Gil Saraiva

 

        VII

 

"JÁ SE VAI..."

 

Vem

Voar comigo entre palavras...

A volta ao mundo daremos

Em segundos pela net...

 

Vem!

Temos a riqueza suprema

Dos chats que trocamos,

Em letras que tudo dizem

Nas frases que em conjunto

Constituem...

 

Vamos

Sentir o vento

Nos acentos das palavras...

O mar em cada til

Salgado de emoção...

 

Vem!!!

Vamos provar

As nossas bocas

Nos símbolos simples

Das chavetas...

Ah!

 

Vem!...

Que net é lenta ainda

Mas a noite é curta

E já se vai...

 

Haragano, O Etéreo in Achas para um Vagabundo

(Gil Saraiva)

25
Mar09

Dor Suprema 25/03

Gil Saraiva

Só tu e eu sentimos o Poema

"DOR SUPREMA"

Tu, que dentro de ti alimentaste:
A única, no mundo, maravilha;
A única, no mar, sagrada ilha...
Singela, linda e pura, em contraste

Com as restantes ilhas pra que olhaste...
Só tu sabes, como eu, que já não brilha
Dentro desse teu ventre a nossa filha,
Que tanto, tempos antes, desejaste.

Só tu provas, como eu, o amargo gosto...
Só tu, pra além de mim, tens dor suprema,
De não ter visto esse choroso rosto

Da criança nascendo sem problema...
Só tu vives, como eu, o aqui exposto...
Só tu e eu sentimos o poema!

Haragano, O Etéreo in Folhas de Outono

A única no mundo maravilha